Phone: (87) 8832.4454  |  (87) 9138.2464

edson novo2

JRLOCACOES 27 05

tressertoes-21-11-14

NAIZNHO TENDTUDO

ceinaomotel

Banner Sertao Central 600x150px

UM FOMULA

comercialRS

ASA-BRANCA-PROMOCAO-18-02-17

asa branca am

SECON-18-02-17

secon

IMG 20171007 WA0110

FPSEGURANCA ok

modaintima-novo

gabymodas-LOJA

gaby anuncio galeria OK

Bolsas de estudo para escolas particulares em Salgueiro

  • Categoria: Notícias
  • Publicado em Quarta, 08 Novembro 2017 11:11
  • Acessos: 242

bolsa escolas particular

A preparação educacional vem sendo cada vez mais fundamental à frente do grande impacto da educação brasileira que cresce todo ano, como o reflexo da evasão escolar e o alto custo mensal nas escolas particulares. Por isso, semear a importância da educação básica de qualidade é a alternativa para modificar esse cenário, porém este investimento tornou-se um desafio aos pais quanto às condições de arcar com a mensalidade integral.

Entendendo essa realidade e com compromisso de fazer o mundo melhor por meio da educação, o Educa Mais Brasil em parceria com mais de 18 mil instituições de ensino em todo país, entre elas escolas particulares, torna a educação básica acessível. “Uma das maiores preocupações dos pais é a de não poder oferecer aos seus filhos um ensino qualificado que os impulsionem para um futuro promissor. Com esse benefício, o programa facilita o acesso à escola, aumentando as oportunidades para crianças e jovens”, explica a diretora de Expansão e Relacionamento do Educa Mais Brasil, Andréia Torres.

Para 2018, o programa de inclusão educacional já está com as inscrições abertas e disponibiliza bolsas de estudo com 50% de desconto em todo o Brasil. Só para Pernambuco, estão sendo ofertadas mais de 46.500 mil oportunidades e Salgueiro está entre as cidades contempladas com possibilidades de matrículas para Educação Infantil e Ensino Fundamental.

Os pais ou responsáveis podem realizar a inscrição do candidato por meio do site www.educamaisbrasil.com.br/educacao-basica. As vagas são para quem não possui condições de pagar o valor integral da mensalidade. Em caso de dúvidas ou mais informações consultar a central de atendimento pelos telefones 4007-2020 para Capitais e Regiões Metropolitanas ou 0800 724 7202 para demais localidades.

Saiba mais sobre o Educa Mais Brasil

O Educa Mais Brasil já beneficiou mais de 450 mil alunos em todo o país durante os seus 15 anos de atuação e também concede bolsas de estudo de até 70% de desconto para Graduação, Pós-Graduação, Cursos Técnicos, Idiomas, Preparatório para Concursos, Cursos Profissionalizantes, EJA – Educação para Jovens e Adultos e Pré-Vestibular/Enem. Além disso, dispõe do portal “E+B Educação” https://www.educamaisbrasil.com.br/educacao com informações sobre cursos, carreiras, dicas e notícias na área de educação.

Associação Brasileira das Empresas Estaduais de Saneamento Aesbe

Representantes da Associação Brasileira das Empresas Estaduais de Saneamento (Aesbe) e de diversas associações que atuam na área de saneamento expuseram, na manhã de hoje (7), no Ministério das Cidades, os riscos que a medida provisória para revisar a Lei nº 11.445/2007, que estabelece diretrizes nacionais para o saneamento, pode trazer ao setor. Segundo Roberto Tavares, presidente da Aesbe e da Compesa, a minuta da medida provisória não foi efetivamente discutida com os operadores e suscita diversas preocupações quanto ao enfrentamento dos maiores problemas do setor, chegando a trazer mais insegurança para o sistema atual.

O principal problema da Medida Provisória apresentada pelo Ministério das Cidades é o dispositivo que obriga o município a consultar previamente a iniciativa privada  sobre o interesse em operar o sistema, em substituição à Empresa Estadual ou Municipal. “Isso fará com que os municípios superavitários sejam disputados  pelas empresas privadas e os demais, pequenos e mais carentes, fiquem com as Companhias Estaduais, afetando diretamente o preço das tarifas para os mais necessitados”, alertou o presidente da Aesbe. O subsídio cruzado é o sistema que permite aplicar um único preço para todos os municípios  de um Estado, onde as operações rentáveis compensam as deficitárias. Com a mudança desse artigo, fica em risco a sustentabilidade das empresas e a manutenção de tarifas módicas.

Na ocasião, os presidentes da Sabesp, Jerson Kelman, e da Sanepar, Mounir Chaowiche, também manifestaram suas preocupações quanto a essa separação “do filé para as empresas privadas e o osso para as Estaduais” além da falta de previsão de indenização pelos ativos não amortizados.

Para a Aesbe, vários dispositivos, do ponto de vista legal, extrapolam a competência da União, afetando o já combalido Pacto Federativo, ao promover a interferência da Lei Federal em diversos assuntos de competência dos Estados e do Município.

O presidente da Aesbe aponta também para o enorme risco de judicialização das proposições, pois a matéria questiona decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), relativa a Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADIN) nº 1842, que trata da competência para a prestação dos serviços de saneamento em Regiões Metropolitanas e Sistemas Integrados. A minuta da medida provisória vai de encontro ao entendimento do Supremo, gerando ainda mais insegurança jurídica.

Em razão desses e de outros fatos relevantes, a Aesbe propôs ao governo federal que a alteração do marco legal do saneamento seja realizada por meio de processo legislativo ordinário, com ampla discussão pela sociedade e pelos diversos atores envolvidos no setor.  A minuta da Medida Provisória pode ser vista no site da Aesbe (www.aesbe.org.br).

www.sertaocentral.com

Policiais civis organizam paralisação para pressionar Paulo Câmara

  • Categoria: Notícias
  • Publicado em Quarta, 08 Novembro 2017 10:55
  • Acessos: 36
WhatsApp Image 2017 11 07 at 06 748x410
O Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco (Sinpol-PE) realizou uma reunião no último domingo (05) na sede da categoria em que estabeleceu uma pauta de reivindicações destinada ao  Governo de Paulo Câmara (PSB). Os policiais decidiram, por unanimidade, que caso não seja atendida até o dia 19 de novembro, o IML, IITB, IC e todas as unidades do Expresso Cidadão do estado paralisarão suas atividades no dia 20 por 24h.
De acordo com o Sinpol, ao longo desse período, os policiais estarão nas suas respectivas unidades dialogando com o povo sobre a falta de investimentos e o “sucateamento” da Polícia Civil do Estado.
Reivindicações
 
Entre as exigências estão à revogação do decreto 44.469, de 22 de maio de 2017, que desconfigura inconstitucionalmente as atribuições dos Peritos Papiloscopistas, Auxiliares de Peritos e Auxiliares de Legistas; o cumprimento do acordo feito durante a última greve da categoria, referente à anistia dos processos administrativos por atuação sindical; a retomada do Grupo de Trabalho que estava estruturando a Lei Orgânica da Polícia Civil de Pernambuco; melhorias nas condições de trabalho nos três institutos ligados à gerência de Polícia Científica (IML, IITB e IC); melhorias nas condições de trabalho nos Expressos Cidadão de Olinda e Cordeiro; e o fim do trabalho escravo no CIODS, onde um Policial Civil está tirando escala de 24h de serviço, com função de telemarketing, sem direito a alojamento. Neste caso, é importante ressaltar que a legislação brasileira estabelece o limite de seis horas diárias de trabalho. 

O Sinpol ainda informou que tomará as medidas cabíveis para que, de alguma forma, a legalidade seja reestabelecida no tratamento dispensado pelo Governo do Estado aos Policiais Civis. Entre as medidas estão uma ação de reclamação, com base em uma decisão do STF, de 2010, quando o Estado de Tocantins foi proibido de editar decretos ou portarias que versassem sobre as atribuições de funcionários públicos – exatamente o que está acontecendo em Pernambuco com a publicação do decreto 44.469; e uma ação de insalubridade destinada aos três Institutos da Gerência de Polícia Científica de Pernambuco. 

Outdoor Bolsonaro krSG U202658148786wKI 1024x768GP Web
O Ministério Público de Ribeirão Preto fez uma representação solicitando à Justiça Eleitoral que mande retirar imediatamente um outdoor em que aparece o deputado federal e pré-candidato à Presidência da República Jair Bolsonaro (PSC-RJ). Segundo o MP, trata-se de propaganda eleitoral antecipada. Na peça publicitária, instalada em Ribeirão Preto, interior de São Paulo, ao lado da foto de Bolsonaro, lê-se a pergunta: "eu apoio político honesto, e você?". O pedido deve ser julgado ainda esta semana.
Para a instalação do primeiro outdoor na cidade, foram arrecadados R$ 1.100 por meio de vaquinha virtual organizada pelo grupo chamado Direita Ribeirão. O outdoor está fixado em frente a um terreno baldio no Jardim Paulista, bairro de classe média da cidade.

 

Segundo o promotor de Justiça Carlos Alberto Goulart Ferreira, autor da representação, o outdoor revela intenções claramente eleitorais.
"É evidente que a propaganda ilegal tem conteúdo eleitoral. Subliminarmente, ela revela a disposição do possível candidato às próximas eleições presidenciais, demonstrando ao povo brasileiro que é a única solução para o país. A foto do possível candidato e o seu próprio nome estampados no outdoor revelam a intenção eleitoral do ato vedado", argumenta.
No pedido, Ferreira pede que a Justiça fixe prazo máximo de 48 horas para que Bolsonaro ou seu partido retirem o outdoor, sob pena de aplicação de multa prevista para o caso. "Por outro lado, não se visa, desde logo, a aplicação judicial de multa, diante da possibilidade de se promover imediata retirada do outdoor", diz o promotor, na representação.
No entender do Ministério Público, ainda que não seja o financiador ou autor da peça publicitária, Bolsonaro deve promover a sua retirada.

 

"O caso é grave, porque o possível candidato e seus apoiadores instalaram diversas placas contendo propaganda subliminar extemporânea por todo território nacional, o que demanda providência judicial urgente, sob pena de desequilibrar o futuro pleito eleitoral", disse.
"Vantagem eleitoral", alega promotor
De acordo com as normas do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), a propaganda eleitoral somente é permitida após o dia 15 de agosto do ano da eleição. Segundo a representação do MP, o outdoor afronta justamente essa determinação. 
"Inicialmente, verifica-se que a conduta do possível candidato e de seu partido, viola, de chofre, o disposto no art. 37, § 2º, da Lei em vigência, que não permite a veiculação de material de propaganda eleitoral em bens públicos ou particulares", diz a peça.
Para Ferreira, muito embora não haja pedido explícito de voto, o outdoor dá a Bolsonaro vantagem eleitoral. Além disso, aponta o promotor, exibe clara menção a partidos políticos, na medida em que é assinada pela "Direita Ribeirão", que se opõe à "ala vermelha".
"Além de deputado federal, o possível candidato tem tido grande exposição pública, que, somados a essa propaganda ilegal, conflitam com o equilíbrio eleitoral que se deve promover em qualquer eleição. Reunidas todas essas circunstâncias, resta devidamente caracterizada a propaganda vedada subliminar", argumenta.
A reportagem do UOL procurou o deputado Jair Bolsonaro, através de sua assessoria, mas não recebeu resposta às questões encaminhadas até a publicação desta reportagem. A Direita Ribeirão, que assina como autora do outdoor, também foi procurada, através de sua página nas redes sociais e do telefone de um dos seus diretores, mas não retornou ao contato. (Via: UOL)
rt
O vereador Paulo Valgueiro (PMDB) resolveu disparar duras críticas contra Fernando Bezerra Coelho (PMDB), ao mencionar que o senador, segundo ele “se segurou nas tetas” do PT quando foi Ministro da Integração.
“O grupo do senador Fernando Bezerra Coelho se segurou nas tetas do PT durante 12 anos, inclusive foi ministro quando estava segurando nas tetas, enquanto tinha um leitinho e poderia ter resolvido problemas como o das adutoras e agora mudou de teta, mudou da vermelha para a do PMDB”, detonou Valgueiro ao criticar o senador sobre a falta de água em algumas comunidades rurais de Petrolina.

 

O líder da oposição disse que ainda que o grupo do senador esquece de valorizar suas bases e de olhar para o sertão, com falta de ações para viabilizar recursos hídricos. 
Via: Edenevaldo Alves

Salgueiro - Promessas não cumpridas fazem prefeito Clebel Cordeiro perder aliados

  • Categoria: Notícias
  • Publicado em Terça, 07 Novembro 2017 11:16
  • Acessos: 1526

clebel 02

Desde o início de sua campanha eleitoral em 2016, o prefeito de Salgueiro, Clebel Cordeiro, vem prometendo de tudo e não vem cumprindo para população e ao grupo que o apoia.
Para a população, o prefeito prometeu coisas que até o momento estão longe de acontecer como: 50 creches, transparência, empregos, melhorias na saúde, educação e etc.
Para o grupo político que o apoiou, foram prometidos cargos e apoio em futuras candidaturas. As eleições de 2018 se aproximam e aquele apoio prometido em cima do palanque para o deputado estadual Clodoaldo Magalhães, também foi prometido ao vereador André cacau e ao vice-prefeito Dr. Chico Sampaio.
Após tomar conhecimento que Clebel Cordeiro prometeu algo que seria para você a outras pessoas, o deputado Clodoaldo Magalhães se mostrou bastante surpreso com atitude do prefeito. Clodoaldo afirma que conseguiu duas ambulâncias para o município e que inclusive o dinheiro já está caindo na conta da prefeitura esses dias.
Com tanta promessa não cumprida, vários líderes que ajudaram eleger o prefeito, aos poucos estão traçando novos caminhos.
Na manhã desta terça-feira (07), chegou informações que o prefeito Exonerará alguns nomes que hoje fazem parte de seu governo e que foram importantes durante sua campanha. www.sertaocentral.com

COMPSEA 300x182
1) A água fornecida pela Compesa  na  cidade é de excelente qualidade e segue rigorosamente os padrões estabelecidos pela Portaria 2914/2011 do Ministério da Saúde. O que motivou as dúvidas do Ministério Público (MP) diz respeito à questões pontuais localizadas nas ruas Antônio Alves Conserva e Sebastião Silva Barros, no bairro Nossa Senhora Aparecida. Assim que tomou conhecimento dos fatos, os técnicos de qualidade de água adotaram todas as providências para resolver a questão. Foi feita uma interligação na rede de abastecimento dessas ruas com outra próxima e também instalado um equipamento para descarga da rede (facilitar a manutenção da tubulação, ações suficientes para corrigir o problema). A companhia  está contratando uma empresa para executar uma obra de substituição das tubulações dessas ruas.
2) A  Compesa  esclarece ainda  que, ao longo deste ano, apenas duas reclamações foram registradas relacionadas a qualidade de água, além da queixa no Ministério Público. Esse quantitativo, além de reforçar a qualidade da  água fornecida à população de Salgueiro, representa um percentual muito baixo, levando-se em consideração a existência de 18.084 ligações de água na cidade;
3) A companhia reforça ainda os investimentos que têm realizado ao longo dos últimos anos, como a aquisição de equipamentos modernos, contratação de profissionais especializados, à exemplo de químicos e laboratoristas. A Compesa monitora, coleta amostras e analisa a água fornecida na cidade. Ao todo são realizadas mais de  2.500 coletas de água, por mês, na captação (manancial), estação de tratamento de água e rede de distribuição. Somente de análises físico-químicas e bacteriológicas, a Compesa  realizou 227 procedimentos em pontos estratégicos da cidade com o objetivo de garantir a qualidade da água ofertada aos moradores.
4) Com relação às escolas citadas nos questionamentos do MP, a Compesa esclarece que apenas a Escola Dom Malam acionou a companhia no início deste ano. Várias ações foram realizadas na unidade educacional, tais como a mudança do ponto de ligação  e modificação interna da rede hidráulica até a reservação. Até hoje, os técnicos da companhia permanecem monitorando a qualidade de água da escola, a qual não voltou a apresentar qualquer tipo de problema. Quanto as duas outras escolas citadas pelo MP - Escola Drº Severino e Antonio Vieira de Barro - a Compesa informa que está aguardando os relatórios detalhados de coletas e análises da APEVISA (Agência Pernambucana de Vigilância Sanitária), uma vez que a companhia nunca foi acionada sobre essa questão e não há histórico de contaminação nessas escolas. A Compesa adianta que precisa  avaliar os pontos de coletas realizados, pois a  companhia não é responsável por qualquer contaminação ocorrida nas instalações internas e reservatórios dos imóveis.
Por fim, a Compesa reafirma o seu compromisso de fornecer água de qualidade à população e que irá esclarecer ao MP os problemas localizados enfrentados e as providências que foram adotadas para a correção dos problemas. E tranquiliza a população que tem atuado de forma efetiva para soluções preventivas e corretivas na garantia da qualidade da água distribuída.
 Gerência de Negócios do Sertão Central - COMPESA   -   WWW.SERTAOCENTRAL.COM

Salgueiro - ROCAM prende acusados de cometer vários assaltos na cidade

  • Categoria: Notícias
  • Publicado em Terça, 07 Novembro 2017 00:05
  • Acessos: 1020

IMG 20171106 WA0222

Na noite da última segunda-feira (06), Policiais Militares da ROCAM em Salgueiro-PE, prenderam dos elementos, acusados de serem os autores de diversos assaltos na cidade.

polícia chegou aos elementos após uma das vítimas conseguir anotar a placa da moto onde os criminosos trafegavam realizando os delitos. 

Os acusados, identificados apenas como:  Diogo e Diego, foram presos quando chegavam em suas residências, no bairro da CohabApós abordagem, foi encontradoo produto do roubo com um dos assaltantes.                  www.sertaocentral.com

Serra Talhada - Bolsonaro ‘fura’ com o Farol de Notícias e cancela entrevista

  • Categoria: Notícias
  • Publicado em Segunda, 06 Novembro 2017 20:43
  • Acessos: 78

Jair Bolsonaro Partido Progressista

O deputado federal e pré-candidato à presidência da República, Jair Bolsonaro (sem partido), ‘furou’ com o Programa Farol de Notícias e a rádio Vilabela FM, que havia preparado toda a sua audiência para a entrevista que seria realizada neste sábado (4).

Apesar disso, o candidato concedeu entrevista à concorrente rádio Líder do Vale FM minutos antes. Os organizadores do movimento ‘Direita Pernambuco’ que visitaram os estúdios do nosso programa disseram que ele teve que resolver outros problemas.

A certeza da entrevista já havia sido confirmada ao Farol por um empresário local que faz parte do grupo ‘Direita Serra Talhada’ desde essa sexta-feira (3).

Assim, o portal mobilizou os cerca de 40 mil leitores que acessam a nossa plataforma todos os dias para ficarem atentos ao programa de rádio. No entanto, Bolsonaro declinou frustrando a todos.

ENQUETE 

Para ‘tapar o buraco’, no final do programa, abrimos a enquete: “O que vocês acham da ideologia de Bolsonaro de que violência se combate com violência?”. Recebemos mais de 20 votos e todos os participantes disseram que discordam dessa proposta.

Logo após o anúncio de que Bolsonaro se negou a dar entrevista ao Farol, dezenas de leitores se pronunciaram em solidariedade ao nosso programa através do Whats App, Facebook e pelo You Tube, onde muitos aguardavam para assistir à transmissão ao vivo pelo site da Vilabela FM.

Via  - Farol de Notícias 

Em São José do Belmonte, prefeito tem aprovação de 88%, diz instituto

  • Categoria: Notícias
  • Publicado em Segunda, 06 Novembro 2017 20:33
  • Acessos: 61
prefeito aprovado
Uma pesquisa do IMAPE (Instituto Majoritário de Pesquisas e Estatísticas) solidificou o bom trabalho realizado pelo prefeito Romonilson Mariano à frente da Prefeitura de São José do Belmonte.
Na ocasião, 88,71 % dos entrevistados afirmaram aprovar a administração executada por Romonilson. 6,99% dos entrevistados disseram não aprovar e 4,31% não souberam ou não opinaram.
O levantamento também avaliou o governo municipal apresentando aos entrevistados conceitos sobre a forma em que o município está sendo administrado. 77,22% das pessoas disseram que a gestão está melhor do que esperavam.
A aprovação, quase que unânime, da administração Romonilson em São José do Belmonte é fruto de ações bem planejadas e que estão beneficiando o cidadão em todos os setores.
A pesquisa foi realizada entre os dias 03 e 04 deste mês e ouviu 712 pessoas. A margem de erro é de 3,0 pontos percentuais para mais ou para menos.

nota Gonzaga

O deputado federal Gonzaga Patriota (PSB-PE) refutou, em nota enviada à imprensa na manhã desta segunda-feira (06), as informações divulgadas na edição deste domingo (05) pelo programa Fantástico, da TV Globo. No comunicado, o parlamentar explica que a quantia de R$ 1.493,00 não se resumiu a apenas uma refeição, mas em diversos almoços e jantares feitos ao longo de dois meses, em 2011.

“Não se trata de uma refeição e sim, de diversas refeições, em 18 dias, nos meses de janeiro e fevereiro do ano de 2011, no Restaurante de Geraldo do Bode Assado, em Petrolina, quando do recesso parlamentar e, em atividades políticas no município de Petrolina e região. Tudo de acordo com a legislação da Câmara dos Deputados, que, à época, permitia a acumulação de despesas”, destacou Patriota.

O parlamentar almoçou e jantou no restaurante entre os dias 01 e 15 de janeiro, de 04 a 06 de fevereiro e de 11 a 13 de fevereiro do ano de 2011. O proprietário do empreendimento gastronômico fez uma nota fiscal somente em 15 de fevereiro (mostrada pela reportagem do Fantástico), paga pelo deputado e posteriormente reembolsada pela Câmara.

Em entrevista por telefone o Programa Edenevaldo Alves, na Rádio Petrolina FM, na manhã desta segunda-feira (06), Gonzaga alega que a TV Globo deveria ter retirado ou alterado sua entrevista. Segundo relatou ao radialista, a informação foi refutada em nota enviada por ele à direção jornalística da emissora, ainda no mês de outubro, com a discriminação dos dados e notas fiscais em cópia.

“A gente acha importante que os meios de comunicação possam mostrar o que está estranho. A princípio, para a TV Globo, era estranho um almoço de R$ 1.493. Lamento apenas que a emissora, que recebeu, com minha assinatura, no mes de outubro, uma nota informando que esses gastos foram em dois meses no ano de 2011, não tenha retirado a minha entrevista. O Brasil me conhece, estou fazendo questão de esclarecer porque o povo não pode ficar com dúvidas. Não quero ver meu nome sujo em canto nenhum, justamente porque meu nome é limpo”, declarou o legislador.

Para Gonzaga, a Globo deverá se retratar. “Eu acredito que ela me peça desculpas. E, se não pedir, possivelmente eu entre com um processo contra ela, porque não dá para você ser acusado de uma coisa que não fez: dizer que você gastou R$ 1.493 reais numa refeição, quando foram dois meses se alimentando com esse valor”, destacou, Patriota.

Temos 374 visitantes e Nenhum membro online

Contate-nos

Para anúncios, envio de notícias ou outras informações, contate-nos pelo email: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. ou clique >aqui<e retornaremos o mais breve possível.

Top of Page