8 meses após inauguração, praça do Santuário apresenta diversos problemas pela sua má execução e precisa passar por reforma

A praça do Santuário, entregue em 31 de agosto de 2020 – às vésperas do período eleitoral – tem chamado a atenção da população e de alguns parlamentares pela pressa com que a obra foi executada. Na época, já estava claro o real motivo da entrega precipitada. E nos últimos dias, com o surgimento de problemas decorrentes de má execução, não há mais dúvidas de que esta foi uma obra eleitoreira.

Após 8 meses da inauguração da praça, a conta da irresponsabilidade e oportunismo chegou aos salgueirenses. As chuvas trouxeram à tona os problemas de má execução: o poço de visita, equipamento sanitário essencial para as instalações, foi enterrado impossibilitando qualquer acesso para realizar manutenções.

O preço a ser pago pela irresponsabilidade é caro: o problema só pode ser resolvido com a elevação do poço de visita. Para isso, a atual gestão está articulando a obra de reparo que retirará parte do piso intertravado e do aterro molhado situado abaixo dele para substituir por um novo. Em seguida, o piso será recolocado e o poço de visita reposicionado com sua superfície superior no mesmo nível do piso, como orientado pelas normas de engenharia para garantir as futuras manutenções.

A Prefeitura comprometeu-se em providenciar o reparo com urgência, já que, da forma que está, o muro pode sofrer desabamento devido à sobrecarga por causa das chuvas recentes nas instalações mal feitas.

Outras postagens