Apoiadores de Bolsonaro furam bloqueio e invadem Esplanada dos Ministérios em Brasília

BRASÍLIA – Apoiadores do presidente Jair Bolsonaro tomaram a Esplanada de Ministérios na noite desta segunda-feira após conseguirem ultrapassar uma barreira que impedia o acesso de veículos à via. Neste momento, manifestantes e caminhões estão na altura do Palácio do Itamaraty, nas proximidades do Congresso Nacional. Policiais impedem a passagem para que não cheguem à Praça dos Três Poderes, onde está localizado o prédio do Supremo Tribunal Federal.

A militância bolsonarista está na capital federal para participar de um ato 7 de Setembro, convocado pelo presidente. Ataques ao STF e a defesa do voto impresso devem  dominar a manifestação, que terá a participação de Bolsonaro.

O esquema de segurança do governo do Distrito Federal não permitiria a entrada de veículos na Esplanada. Os caminhoneiros e demais manifestantes ficaram parados na altura da rodoviária, quando, por volta das 20h, pressionaram policiais para ultrapassar o  bloqueio e conseguiram acesso. Grades de segurança que estavam ao longo da via foram retiradas pelos próprios manifestantes, que as derrubaram no chão.

O secretário de Segurança Pública do Distrito Federal, Julio Danilo, disse ao GLOBO que a Polícia Militar negociava a saída dos caminhões da Esplanada dos Ministérios. Danilo nega que tenha havido qualquer permissão de policiais militares para que os caminhões entrassem na área cercada. 

— Houve uma invasão. Em nenhum momento os policiais permitiram a passagem. Eles furaram o bloqueio e desligaram os caminhões. Agora, estamos negociando a saída deles.

Julio Danilo alega que os prédios do Congresso, Supremo Tribunal Federal e Itamarary estão preservados. Imagens mostram manifestantes próximos ao Itamaraty. Segundo o secretário, que está no local ajudando nas negociações, os manifestantes gritam palavras de ordem e a tropa de choque da Polícia Militar está a postos para impedir qualquer ato de vandalismo.

Os manifestantes ainda aproveitaram a invasão da Esplanada para montar barracas ao longo do gramado, o que também não era permitido pelo esquema de segurança.

Por volta das 22h, um dos filhos do presidente, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), chegou ao local, cumprimentou os manifestantes e subiu em um dos caminhões.

Em nota divulgada na noite desta segunda-feira, a Secretaria de Segurança Pública do DF afirmou que “manifestantes romperam barreiras de contenção” e que descumpriram as condições pactuadas. “A Polícia Militar do Distrito Federal encontra-se no local para reestabelecer a situação. A Praça dos Três Poderes permanece interditada por gradil e linha de policiais”, diz a nota.

A segurança na Esplanada é feita pelo governo do Distrito Federal, enquanto os prédios do STF e do Congresso têm segurança própria e recebem apoio do governo do DF. Já o Palácio do Planalto e o Palácio da Alvorada  são de responsabilidade do Gabinete de Segurança Institucional (GSI).

No Twitter, o ministro Wagner Rosário, da Controladoria-Geral da União (CGU), elogiou a ação: “Lindo ver Brasília ser tomada por pessoas de bem. Pessoas ordeiras, que só querem viver num país mais justo, mais livre e mais democrático. Tá bonito de ver!!! Viva o 07 de setembro!!!”, escreveu.

Via – Oglobo

Deixe aqui seu comentário ...

Outras postagens

A Prefeitura Municipal do Salgueiro, através da Secretaria de Saúde, estará realizando no próximo sábado (25), o dia D para aplicação da …

O agronegócio brasileiro tem se destacado a cada ano, representando mais de 26% no PIB nacional e tendo exportado mais de US$ …

A Prefeitura de Verdejante por meio da Secretaria Municipal de Saúde continua com as orientações de atividades físicas. A prática de exercícios …

Rolar para cima