Com gol de Pênalti duvidoso, Sport bate Salgueiro por 1×0 e vai à final do Estadual

A final do Campeonato Pernambucano será entre Náutico e Sport. Depois do Alvirrubro carimbar sua classificação no domingo, na noite desta segunda-feira (10), foi a vez do Leão carimbar seu passaporte. Em jogo amarrado, – como tem sido nos últimos anos entre os dois – disputado na Arena de Pernambuco, o Rubro-negro levou a melhor sobre o Carcará e venceu pelo placar de 1×0, em duelo válido pela semifinal. O único gol do encontro foi anotado por Maidana, de pênalti. Agora, a equipe comandada por Umberto Louzer se prepara para as decisões, ante o Timbu. Em embates de ida e volta, os rivais da capital pernambucana se encontram nos dois próximos domingos. 

Se após a boa apresentação contra o Náutico, o torcedor do Sport achou que o jogo seria fácil, na prática não foibem assim que as coisas andaram. No primeiro tempo, desde o início, o Salgueiro dificultou as ações da equipe rubro-negra. Se defendendo com os 11 jogadores atrás do meio-campo, o Carcará não deixou o Leão impor o ritmo desejado pelo técnico Umberto Louzer. O treinador, inclusive, se mostrou muito irritado à beira do gramado com as tomadas de decisões erradas de seus comandados. Parando na boa marcação adversária, o time da Praça da Bandeira sequer acertou um chute na meta defendida por Tanaka nos 45 minutos iniciais. 

Apostando nos erros do Sport, o Salgueiro buscava ser rápido na transição e até atacou com frequência. Entretanto, além da finalização de Renato Henrique de longe, sobre o gol de Maílson, a outra boa chegada foi em tabela feita por Felipe Baiano e Aruá. Após tentativa de chute do camisa 7, a bola sobrou para Tarcísio, que acabou furando na hora de tirar o dez. 

Com Toró e Mikael apagados no primeiro tempo, Umberto Louzer voltou com Everaldo e Tréllez para os 45 minutos finais. E não demorou para as alterações surtirem efeito. Pelo menos em questão de desempenho. O time ganhou em velocidade com o atacante de beirada e passou a chegar na frente constantemente. Em uma das espetadas, Tréllez recebeu na entrada da área e bateu firme de canhota, obrigando Tanaka a espalmar para escanteio. 

A evolução, no entanto, parou por aí. Voltando a repetir os erros da etapa inicial, o Sport não deixava o Salgueiro incomodar, mas pouco produzia. O Leão só voltou a assustar a meta de Tanaka depois dos 30 jogados. Duas vezes com Maidana. Na primeira, o defensor cabeceou e o goleiro fez grande intervenção. Na sequência, o Arbitro viu pênalti de Moreilândia em Maxwell. Daronco assinalou a cobrança, o camisa 6 bateu com categoria para colocar o Rubro-negro na final. 

Deixe aqui seu comentário ...

Outras postagens

Se encerrou no último dia 20, o prazo para as inscrições do Projeto Toritama, que tinha como desígnio gerar um banco de …

Há 3 meses membros da União dos Estudantes Secundaristas – UESP estão realizando a campanha Incluir para Democratizar. Que através de um …

Uma família viveu momentos de terror após um bebê de um mês de vida engasgar e ficar sem respiração por alguns minutos. …

Rolar para cima