Golpe com vendas de projetos de casas gira em torno de R$ 500 mil a R$ 1 milhão em Serra Talhada

O golpe da venda de projetos de construção de casas que tem vitimado mais de uma dezena de famílias em Serra Talhada [relembre aqui] já tem um valor estimado de R$ 500 mil a R$ 1 milhão. A informação foi confirmada pelo Farol em conversa com o delegado municipal Alexandre Barros, nesta terça-feira (6), que detalhou um pouco o andamento das investigações sobre o caso.

Diante a forte repercussão na mídia e nas redes socais, houve um aceno da advogada do suposto “pastor-construtor” para que ele se apresentasse na Delegacia. No entanto, conforme o delegado, isso deveria ter ocorrido na quarta-feira da semana passada. Até agora ninguém arriscou aparecer.

Diante disso, equipes de investigação estão em campo analisando pistas e conversando com testemunhas seguindo o rastro de golpes deixado pelo suposto pastor. “Temos indícios dele não ter agido sozinho, foram registrados aproximadamente 15 B.O.s na semana passada, e novas vítimas estão procurando a Delegacia com a repercussão que o caso vem tomando e tudo converge para o crime de estelionato”, afirmou Alexandre Barros.

CLIENTES CONFIARAM ATÉ CARTÕES E SENHAS

Conforme a polícia, a confiança dos clientes no perfil religioso do golpista levou muitas vítimas a deixarem senhas e cartões bancários nas mãos do suspeito. Resultado: vários saques vem ocorrendo em diferentes contas. Conforme depoimento das próprias vítimas, haveria, pelo menos, 50 famílias prejudicadas neste crime na Capital do Xaxado.

“Ainda têm outras vítimas que ainda não procuraram a polícia, a gente quer dar uma resposta rápida à população e a gente vai focar nos últimos casos que foram registrados para a gente entender melhor como que foi feita essa prática que estamos avaliando como ilícita”, disse o delegado Alexandre Barros. Há a suspeita de que o suposto pastor esteja agindo ao lado do genro, da filha e da esposa. As fotos e os nomes deles estão sendo espalhados em diversas redes sociais.

Via – Faroldenoticias

Outras postagens